Duelo de Titãs

O hype gigante da Clarisonic há uns anos não deixou ninguém indiferente! Eu não consegui resistir e comprei uma para comprovar todos os seus “milagres” prometidos.

Tenho a Clarisonic Mia 2 em cor de rosa, such a sucker for pink, e, apesar de considerar uma boa ferramenta de limpeza não a aconselho a qualquer pessoa… 
Quando a comprei quis seguir um regime rigoroso e usar todos os dias da semana ao final do dia. Infelizmente ao fim de um mês, dois meses, o resultado desejado de uma pele lisinha e resplandecente não se concretizou…pelo contrário, fiquei com imensos altinhos na pele e super híper mega desidratada! 

Apesar de ter a escova para pele sensível (que vem por defeito) e de recomendarem até 2 utilizações por dia, de 1 minuto, isso revelou-se errado para mim. Comecei então a usar dia sim, dia não, mas a minha pele já estava demasiado ressentida…fui aconselhada a fazer uma pausa para conseguir restabelecer os níveis de hidratação na minha pele.
Concluindo, não tirei o proveito que queria da maquineta. Hoje em dia utilizo uma vez de vez em quando porque os pêlos da escova são demasiado agressivos para a minha pele e não quero desidratá-la novamente…

Claro que isto é a minha opinião e como funcionou na minha pele, que tem muita tendência em ficar desidratada principalmente na zona das maçãs do rosto. Acredito que muitas de vocês que não sofram de pele sensível possam tirar bom proveito da Clarisonic!

Para quem ainda não conhecia esta baby, trata-se de um objecto de limpeza da pele, que limpa 6 vezes em maior profundidade que um algodão. Ajuda a desmaquilhar em maior profundidade, a regularizar a textura e o tom da pele minimizando a visibilidade dos poros e diminuindo a oleosidade. Tcharam! Podem encontrá-la numa loja Sephora.
Sou mais fã da Luna, pois não se trata apenas de um objecto de limpeza mas também de massagem, o que torna o processo ainda mais apelativo.

Devido aos seus filamentos de silicone é super suave para pele, o método de limpeza é diferente devido às pulsações e não rotações da parte frontal superior, ajuda igualmente a desobstruir poros, a retirar resíduos de maquilhagem e excessos de óleo. Na parte traseira as pulsações de baixa frequência têm um efeito anti-idade, suavizando o aspecto das pequenas linhas na pele. Está à venda na Douglas, em três versões diferentes.

Nesta batalha a vencedora é a Luna!

5 comentários

  1. Andava doida para comprar a Clarisonic, mas este post agora deu-me que pensar! Fiquei com mais vontade de experimentar a Luna :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tivesse de optar por uma das duas, escolhia a Luna sem dúvida =) vais gostar!

      Eliminar
  2. Eu usei a clarisonic que a Sofia me emprestou. Achei muito agradável mas só usava 1 a 2 vezes por semana!

    ResponderEliminar
  3. Não conhecia a Luna até chegar ao pé de ti chocada com a minha descoberta e receber um redondo "conheço perfeitamente". Como é que eu não conhecia esta fofa? Apesar de ter uma pele super sensível e desidratada por natureza, com tendência para ficar seca e com vermelhidões, fico sempre com a sensação de ter a pele pouco limpa (mesmo depois de usar a Cleansing Butter da Body Shop). Aconselhas a utilização da Luna pelo menos uma vez por semana, por exemplo? *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu costumo usar uma vez por semana e depois faço uma máscara de hidratação =) acho que pessoas, que ao contrário de nós não têm a pele sensível, podem usar até 3/4 vezes por semana. Nós é melhor ficarmos por uma*

      Eliminar

Professional Blog Designs by pipdig